Os cânceres de forma geral já assustam a todos somente de ouvir ou falar sobre. Muitas pessoas são acometidas por esse mal que assola o Brasil e o mundo. No Brasil, uma das maiores causas de morte com câncer é o de mama entre as mulheres.
Segundo estudos do INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do melanoma, correspondendo a 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%.
Os números assustam! Para 2019, foram estimados 59.700 casos novos, o que representa uma taxa de incidência de 51,29 casos por 100 mil mulheres. A única região do país em que o câncer de mama não é o mais comum entre as mulheres é a Norte, onde o de colo de útero ocupa a primeira posição (INCA)
Mas quais são as causas e como combatê-lo? Pesquisadores do mundo todo se esforçam no combate ao câncer através de medicamentos (quimioterapias), técnicas radioterápicas e cirurgias de extração parcial ou total da mama (mastectomia).

As causas do câncer de mama são as mais diversas, pois podem depender do comportamento alimentar, hereditariedade (transmissão genética), uso de bebidas alcoólicas, tabagismo, sedentarismo, fatores hormonais naturais desordenados, ingestão de hormônios sintéticos em grande quantidade e novos estudos apontam, também, a depressão como causa. Segundo estudos postados na EBAH (rede social voltada a estudos acadêmicos), o tabaco e alimentação lideram as principais causas de câncer de mama.
O que é Câncer?
A palavra câncer vem do grego (Karkinos), significa caranguejo. É a forma no qual as células naturais do corpo sofrem algum tipo de mudança genética e se multiplicam desordenadamente infiltrando-se nos tecidos ao seu redor. A multiplicação desordenada pode provocar liberação das células para outras partes do corpo (metástase) ou não (não metástico).

Sintomas
Os sintomas podem ser muito sutis. Por isso, sempre que a mulher estiver no banho deve-se realizar o auto exame. Sintomas como:

  • Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é a principal manifestação da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja
  • Alterações no bico do peito (mamilo)
  • Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço
  • Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos

Qualquer sintomas sentido a mulher deve procurar imediatamente auxílio para melhor averiguação por um profissional da área médica.
Autoexame das mamas
O autoexame não substitui o exame clínico completo, porém detecta o câncer ou suas alterações iniciais. Segundo INCA, cerca de 95% dos cânceres detectados precocemente apresentam cura com tratamentos menos agressivos, evitando em muitos casos a mastectomia.
Segundo o site Tua Saúde,  para fazer o autoexame da mama é necessário seguir três passos principais que incluem   observação em frente ao espelho, palpar a mama de pé e repetir a palpação deitada. autoexame da mama não é considerado um dos exames preventivos do câncer, mas pode ser feito uma vez por mês, todos os meses, entre o 3º e o 5º dia depois da menstruação, que é quando as mamas estão mais flácidas e indolores ou em uma data fixa nas mulheres que já não têm menstruação. Embora o exame não permita fazer o diagnóstico do câncer, ajuda a conhecer melhor o corpo, permitindo que se esteja atento a possíveis alterações que possam surgir na mama”.
Prevenção
A prática de atividades físicas, alimentação saudável, equilíbrio mental e emocional parecem distantes da nossa realidade diária. Porém, é importante lembrar que parar e respirar também é uma forma de obter saúde. É válido salientar o ditado “Mais vale o gasto com alimentação saudável e qualidade de vida, do que medicamentos e tratamentos de saúde”.
A qualidade de vida diminui estresse, aliada com a prática de exercícios físicos, a vascularização corporal, oxigenação e equilíbrio orgânico se tornam presentes diariamente. Isso implica em equilíbrio mental e emocional através da homeostase neurológica, quer dizer, melhora autoconfiança e previne depressão e ansiedade. A frase “Mente sã em corpo sã”, nunca foi tão estimulada nos tempos modernos.
A diversidade das práticas de ioga, meditação, reiki, terapias prânicas e outras técnicas, estão levando multidões para a saúde tão aguardada. Tudo está ao nosso alcance, basta salientar que para trabalhar e viver bem, é necessário que tenhamos um corpo saudável.

Flaubert Menezes
Ministra aulas de Saúde Qualidade de Vida, Preservação do Equilíbrio do Meio Ambiente